Intercâmbio sem precisar de visto? Descubra onde fazer!

Você já deve ter escutado falar que o passaporte brasileiro é um dos mais fortes do mundo, certo? Pensando nessa realidade, trazemos hoje alguns países para fazer intercâmbio sem precisar de visto. É isso mesmo que você está lendo, é possível estudar e morar no exterior viajando apenas com a documentação da escola de idiomas, da acomodação e claro, seu passaporte!

Todavia, vale destacar que existem algumas regras. Na maior parte das nações que permitem esse tipo de movimento, os brasileiros podem ficar até 90 dias sem visto. Sendo assim, é possível realizar um intercâmbio de mais ou menos 12 semanas, sem precisar se preocupar com essa burocracia. A seguir, trazemos alguns desses destinos, e curiosidades sobre cada um deles. Vem com a gente!

África do Sul

África do Sul

Como o próprio nome diz, é o país africano que fica mais ao sul do continente. Mas muito mais do que saber a localização, é bom entender um pouco da cultura local. A moeda é o rand, que é desvalorizado perante o real, mesmo em tempos nos quais o real anda desvalorizado. Ou seja, nosso dinheiro vale mais lá do que no Brasil. Para se ter uma noção, é possível fazer boas refeições com mais ou menos R$20,00.. ótimo, né?

Não menos importante, é um excelente destino para todas as pessoas que gostam de natureza, tanto para os que preferem praias, quanto para os que gostam de fazer trilhas. Uma das sete maravilhas naturais do mundo fica na Cidade do Cabo, a Table Mountain. Quem visita, costuma dizer que é um dos lugares mais lindos que se pode visitar.

Apesar do país ter diversos dialetos, um dos idiomas oficiais, que praticamente toda a população fala, é o inglês. E a tm tem escolas parceiras nas quais você tem a oportunidade de cursar o idioma, desde o nível mais básico, até os mais avançados. E existe ainda um plus: por lá, é possível realizar um intercâmbio voluntário, caso você tenha esse desejo, e além disso, combinar o voluntariado com o curso de inglês. Curtiu? Converse com um dos nossos consultores para entender como funciona.

Inglaterra

Inglaterra

A terra da rainha também está entre os países nos quais os brasileiros podem fazer intercâmbios de curto e médio período sem precisar de visto. Além disso, o leque de possibilidades de cidades é imenso, desde a famosíssima Londres, até a pouco conhecida Torquay, ou seja, tem opções para todos os gostos e estilos. A dica aqui é pesquisar para conseguir dar o melhor match com o que você está procurando, seus objetivos, seu perfil e claro, o seu budget para o intercâmbio, já que cidades maiores costumam ter um custo de vida maior, e vice versa.

Além de poder vivenciar o inglês britânico, em uma atmosfera completamente diferente, você viverá experiências inesquecíveis. É fácil se locomover, tanto dentro das cidades, quanto entre cidades: seja de metrô, trem ou ônibus, o que não faltarão são possibilidades. Por lá, também vale se preparar para enfrentar um tempo chuvoso e nublado, que é majoritário por mais ou menos 9 meses do ano e a exceção costuma ser alguns períodos do verão europeu.

Se você tem um perfil que gosta de passeios históricos e gastronômicos, também poderá se realizar na Inglaterra, pois tanto as cidades maiores, quanto as menores, contam com diversos museus e restaurantes, com todos os tipos de comidas. Ah, e se você estiver em um momento mais acadêmico, pode escolher morar em Cambridge ou Oxford, cidades que contam com a presença de duas das universidades mais renomadas do mundo.

Irlanda

Conhecida também como Ilha Esmeralda, a Irlanda é bastante popular entre os brasileiros que desejam permanecer por períodos mais longos, para estudar e trabalhar. Porém, tem muita gente que embarca para ficar por períodos menores, e, por isso, aproveita a oportunidade que o país oferece de permitir que os brasileiros fiquem por lá até 12 semanas sem visto.

Apesar de poucos brasileiros saberem, a Irlanda conta com um dos melhores sistemas de educação básica do mundo, e mais do que isso, a qualidade de vida por lá é muito boa. Não é para menos, afinal, um dos maiores salários mínimos da Europa é o de lá. Mas pensando em ficar um período menor, o que dá para fazer na Irlanda além de estudar? Uma parada clássica é a visita nos mais diversos pubs. Inclusive, para os que gostam de degustar uma cerveja, se estiver ou se passar por Dublin, fica a dica: visite a fábrica da Guinness, a cerveja mais conhecida da Irlanda.

Para quem gosta de passeios ao ar livre, o país conta com diversos pontos turísticos lindíssimos, um dos mais conhecidos são os Cliffs of Moher. São penhascos que ficam na costa oeste do país, próximo à cidade de Galway, que por sua vez, é uma excelente opção para quem deseja viver em uma cidade menor, onde você poderá vivenciar a cultura irlandesa de perto.

Malta

Malta

Um país dividido em três principais ilhas: Malta, Gozo e Comino. É um destino que pode agradar dois opostos, e isso é algo interessantíssimo. Se você quiser tirar um período sabático, pode fazer intercâmbio em Malta na primavera ou verão europeus, e passar absolutamente todos os dias a praia, se quiser. No verão, escurece em torno das 22hrs, o que é ótimo, já que país conta com praias paradisíacas e você vai amar ter algumas horinhas a mais no dia para aproveita-las!

Ao mesmo tempo, se você quer ir para um lugar onde possa sair bastante, tanto para baladas, quanto para restaurantes, Malta também atende a essa demanda. Nesse caso, é recomendado que você estude em alguma escola parceira da tm que fique na região de St. Julians, que é onde o fervo acontece. E sabe o que é melhor? A ampla maioria das casas noturnas não cobram para entrar, ou seja, você pode visitar várias em uma mesma noite.

Por estar geograficamente em uma posição estratégica, o país é considerado trilíngue. A maioria de seus moradores falam inglês, italiano e maltês. E por ter influência de diversas regiões, a gastronomia também é bastante diversa. E sabe o que é melhor de tudo isso? O custo de vida em Malta está entre os menores da Europa e mesmo com a moeda sendo Euro, é um dos países mais econômicos do continente para se morar.

França

França

A França também é um dos países que permitem que os brasileiros fiquem estudando por até 90 dias, sem a necessidade de um visto. O país conta com belezas inesquecíveis, tanto na capital, quanto no interior. Sem contar que, Paris está sempre entre as cidades mais visitados do mundo, o que torna a França um local com uma diversidade cultural bastante ampla.

Além de Paris, é possível também morar em algumas cidades do interior de França. Ao mesmo tempo em que você tem uma imersão maior na cultura francesa, é possível aprender e desenvolver as habilidades no idioma. De qualquer maneira, é bom frisar, na França pode ser desafiador se comunicar em inglês, principalmente em cidades menores, pois, mesmo que os franceses falem um pouco de inglês, eles costumam só se comunicar em francês. Por outro lado, isso deixa a experiência bem mais dinâmica e pode ser excelente se você quiser, de fato, aprender ou desenvolver seu francês.

Além disso, por lá, o que não faltam são pontos turísticos para visitar, tanto na capital, quanto no interior. Por fim, lembre-se que a gastronomia francesa também é um destaque, inclusive, com o tempo, se tornou referência em diversas partes do mundo!

Alemanha

Alemanha

Por último, mas não menos importante, vamos falar da Alemanha? Um país que valoriza e conta sua história repetidas vezes, para que os erros do passado não se repitam, é também considerada uma das democracias mais fortes do mundo. Os museus estão por toda parte na Alemanha, tanto em Berlim, quanto em cidades como Frankfurt e Munique.

Independentemente da cidade na qual você escolher viver, você poderá desenvolver o alemão com certa facilidade, mas, diferente da França, a ampla maioria dos alemães falam inglês. Então, caso você não domine o alemão, não deverá ter dificuldades para se comunicar em inglês por lá.

Pesquise bastante sobre a rotina nas principais cidades do país, pois a realidade muda bastante. Em Frankfurt, por exemplo, é extremamente comum você ver boa parte da população andando de bicicleta, o que é uma experiência bem diferente da maioria das cidades brasileiras. A tecnologia também é algo que se destaca no país, com boa parte da frota de carros já sendo elétrica, por exemplo.

Se você gostou dessas dicas, e quiser maiores informações, converse com um de nossos especialistas e entenda todas as possibilidades. E não esqueça de nos acompanhar nas redes sociais @travelmateintercambio para ficar sempre por dentro dos nossos conteúdos, dicas, promoções e condições exclusivas!

Newsletter

Tudo sobre intercâmbio
cadastre-se para receber novidades sobre intercâmbio