Sim, nosso título não está errado. É isso mesmo: a graduação em universidades públicas alemãs é gratuita, tanto para residentes do país, quanto para estudantes internacionais. Isso faz com que o país seja um dos destinos mais procurados pelos brasileiros que buscam um ensino superior de qualidade. Segundo a empresa alemã Statista, em 2019 haviam mais de 49 mil brasileiros morando na Alemanha. Dentre eles, a maioria vive em cidades com universidades renomadas. 

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

A graduação na Alemanha é de graça mesmo?

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Em universidades públicas alemãs o estudante não paga mensalidade (as tuition fees), apenas taxas administrativas que podem custar entre 150 e 350 euros por semestre. Essas taxas são usadas para cobrir despesas do estudante, uma vez que, diferentemente dos alunos domésticos, os internacionais não pagam impostos no país.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Outro ponto importante que os estudantes recém formados no ensino médio devem ter em mente é que é necessário fazer um ano de foundation program antes de ingressar em uma graduação na Alemanha, seja ela de graça em universidades públicas ou não. Isso acontece porque é preciso nivelar o ensino médio brasileiro ao ensino médio da Europa, que tem um ano a mais de duração. 

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

E antes de embarcar na ideia de fazer uma graduação no país, é preciso lembrar que até existem cursos ministrados em inglês no país, mas eles acontecem em instituições privadas e, por isso, não são gratuitos. Todos os cursos em universidades públicas são ministrados em alemão, então é necessário comprovar proficiência mínima no idioma. Para isso, existe o Pathway, um curso de alemão acadêmico que auxilia o estudante a ingressar em uma universidade. Esse outro ano de “nivelamento” é chamado de Studienkolleg

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Os Studienkollegs são cursos preparatórios oferecidos pelas universidades, com ênfase no idioma, mas também abordam algumas disciplinas específicas (Schwerpunktkurse) da graduação que o estudante deseja cursar. Ao final de dois semestres, é prestada uma prova, a Feststellprüfung, que permite a candidatura na faculdade.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Preciso fazer o Pathway?

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Sim. Aconselhamos que nossos estudantes façam o programa de Pathway, mesmo aqueles que já sabem falar o alemão. Durante o curso os alunos contam com um aconselhamento acadêmico que os ajudará na escolha das universidades e dará suporte na documentação do processo seletivo e na hora da aplicação para as universidades.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Além disso, os estudantes contam com o apoio dos “career centers” das universidades para se prepararem para o mercado de trabalho, desde o currículo até orientações de empresas parceiras onde os estudantes podem conseguir estágios. 

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

E como fica a permissão de trabalho? 

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Na Alemanha, os cursos de graduação têm duração média a partir de 3 anos, enquanto os de mestrado variam de 1 a 2 anos. Durante o foundation program e também durante o Studienkolleg, os estudantes não terão permissão de trabalho, com exceção da cidade de Berlim, onde será possível trabalhar no ano seguinte ao início do curso.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Já durante o ensino superior, os estudantes terão permissão de trabalho de 20h por semana durante o curso de 40h por semana durante as férias. Além disso, após a diplomação, os estudantes terão 18 meses de visto aberto para encontrarem um trabalho na sua área de formação! 

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Ficou interessado? Saiba mais sobre como funciona estudar na Alemanha de graça conversando com um de nossos especialistas! Nos acompanhe nas redes sociais @travelmateintercambio e confira nossos conteúdos, promoções e condições exclusivas!

Newsletter

Tudo sobre intercâmbio
cadastre-se para receber novidades sobre intercâmbio