Um dos momentos mais esperados para qualquer intercambista de Work & Travel é a entrevista em inglês com o futuro empregador. Nesse instante parece que tudo vai desabar. A boca trava, o suor aumenta, e todo o inglês que achávamos que sabíamos, parece ir embora em um piscar de olhos.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Sim, o momento de maior nervosismo, sem dúvida, é a entrevista, e assim como no Brasil, as entrevistas com os empregadores do programa de Work & Travel exigem preparação, seriedade e comprometimento.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Para evitar o famoso branco e diminuir a ansiedade nesse momento tão decisivo, separamos algumas dicas que te farão arrasar e surpreender os empregadores. Bora conferir?

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Pesquise muito sobre o empregador

Não importa o ponto geográfico nesse mundão, é necessário pesquisar muito sobre o empregador, os valores da empresa, as vagas oferecidas, quais são os requisitos de cada posição, as atividades que são oferecidas no local, alguma eventual exigência específica do cargo, bem como o valor da hora trabalhada e os benefícios oferecidos por cada um deles.

Parece piada, já que o tempo de trabalho não passa de 4 meses, no entanto, serão as suas férias da faculdade que você estará intensamente vivendo o ambiente, exercendo a função e convivendo com pessoas que acreditam nos valores da empresa. Para você é um período curto, mas tenha certeza que a sua estada gerará algum impacto, seja no ambiente de trabalho ou, até mesmo, no relacionamento com os hóspedes/clientes que frequentam o seu local de trabalho. Sem contar que, caso a vontade seja grande, você pode voltar nos anos posteriores, e se tornar um dos famosos returnees.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Esteja adequadamente vestido(a)

Em um mundo caótico e distante em que vivemos, por conta da pandemia, por vezes nos acostumamos a viver de pijamas, com uma xícara de café. Mas mesmo em uma videoconferência é importante estar com uma boa aparência, mesmo que seja da cintura pra cima! As regras de vestimenta para entrevistas de emprego do Brasil são válidas para empregadores em outros lugares do mundo, em especial na América do Norte.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Saiba quem é você

Parece estranho, mas uma das perguntas mais comuns que os estadunidenses fazem ao entrevistar alguém para uma vaga de emprego é: quem é você. O que você faz para viver, o que estuda, quais são seus hobbies, se trabalha ou não, se faz trabalhos voluntários. De uma forma geral quem é você, mas em especial, quem é você no mundo comercial, no mundo de trabalho. Pense, reflita sobre esse questionamento, se não souber uma resposta de cara, converse com amigos, colegas de trabalho. Pergunte a eles como te vêem e formule uma resposta completa e interessante sobre você mesmo.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Saiba seus pontos fortes e fracos

É clichê, eu sei, mas todos temos pontos fortes e fracos. Não adianta mentir, ninguém é perfeito. O mais importante no momento deste questionamento é ser sincero, saiba quais são eles e como você os usa a seu favor. Pense em como eles te auxiliam no seu trabalho, e pense no que você faz para melhorar ou compensar os pontos não tão fortes assim.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Como essa experiência no exterior te ajudará em sua vida profissional?

Muitas vezes essa pergunta virá um pouco diferente, mas eles têm interesse em saber por que um estudante de direito, letras, medicina, engenharia, e outros milhares de cursos querem ir para os EUA trabalhar em áreas que não tem nada a ver com o curso e carreira. Por isso, pense em como esse intercâmbio vai te desenvolver como pessoa e profissional. Muito além da língua, o que esse intercâmbio vai acrescentar em sua vida?

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Como você ajudará a empresa ou por que você deve ser contratado?

Como muitos já sabem, o Work&Travel é um programa promovido em diversos países da América do Sul, sendo assim, milhares de jovens se inscrevem para passar as férias de verão nas terras do Tio Sam. Por isso, saber qual é a vantagem que você trará à empresa é essencial.

Além disso, como dito anteriormente, nem sempre estamos cursando algo relacionado à hospitalidade ou turismo, as principais áreas de atuação do work, então, o que te faz indispensável para o empregador? Quais vantagens você tem em relação a outros candidatos? Você se relaciona bem com pessoas? Gosta de trabalhar com comida, com o público? Se importa de acordar super cedo em dias com temperaturas negativas, vestir seu uniforme e ir trabalhar? Já teve alguma experiência relacionada à vaga que está aplicando? Saber as respostas para essas e outras perguntas é uma carta na manga no momento da entrevista.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Pense em algumas perguntas para questionar o seu futuro empregador

Sim, um costume bem comum em entrevistas de emprego nas terras mais ao norte, é deixar o final da entrevista para tirar eventuais dúvidas do entrevistado. Isso mostra o conhecimento que o entrevistado tem da empresa e é uma oportunidade ideal para sanar qualquer questionamento sobre o local, ambiente, empregados, cidade, benefícios, second jobs, essas coisas.

Por isso, leia tudo com atenção, desde a descrição das vagas às pesquisas no wikipedia sobre temperaturas, população e pontos turísticos da cidade que irá morar. Não tenha vergonha. Pergunte mesmo! Os empregadores gostam de ser questionados e essa atitude te ajudará a ter mais certeza que a escolha do empregador foi a mais assertiva possível.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Demonstre boa vontade e comprometimento

Muito além do bom domínio da língua inglesa, os empregadores estão em busca de intercambistas comprometidos e pró-ativos.Os empregos oferecidos para os participantes do Work&Travel são sempre sazonais, pagos por hora trabalhada e, muitas vezes, dependentes do clima. Se o empregador estiver precisando de alguém para cobrir as horas de um funcionário que faltou, ou até mesmo porque a demanda está grande devido a nevascas e a estação está cheia de turistas, adivinha quem será chamado para fazer horas extras? Sem dúvida será aquele candidato que demonstra mais empenho no dia a dia.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Last but not least, seja sempre cordial e tenha o sorriso no rosto. Essa atitude conquistará o empregador no momento da entrevista e os clientes durante o seu trabalho lá nos EUA. Uma atitude positiva, um sorriso no rosto e a cordialidade engordarão a sua caixinha de gorjetas!